Histórias das XLs - Nacionais

 

 

XLs 250Rcc

 

Era lançada aqui no Brasil no início do ano de 1982, a Honda XL 250R. A sua grande concorrênte ja possuia nas ruas uma moto de média cilindrada, a Yamaha 180cc. Estava na hora de se "mexer", mudar o conceito dessa linha e tornar-se líder no mercado.

 

Trouxe algumas diferenças em relação ao modelo europeu similar: foi adequada as estradas brasileiras, também adequada para gasolina brasileira (de menor octanagem e com 25% de alcool incluído) e recebeu um discreto aumento de cilindrada.

 

A primeira vista da motocicleta torna-se evidente o avançado projeto (em 1982): dupla saída de escapamento - demonstra que possui 4 válvulas no monocilíndrico -, suspensão Pró-Link, descompressor automático no pedal de partida, corrente autolubrificada, suspenção dianteira a ar, tanque em formato "vulcão" e carenagem para enduro. Devido a estes atributos a XL 250R tornou-se logo um grande sucesso de mercado, sendo durante anos um modelo único no Brasil, uma Trail de média cilindrada com motor 4 tempos.

 

  • XL 250R 82
  • XL 250R 82
  • XL 250R 82


A moto possui estética agressiva e atualizada, para seu tempo, seguindo as tendêcias da maioria das fora-de-estrada de projeto japonês, com dimensões até exageradas para a cilindrada, se comparada com modelos de passeio da mesma categoria. O pedal de partida desce fácil, ajudado pelo descompressor, que automaticamente libera a saída de gases pelo escape, tornando seu funcionamento mais macio. Em motos 4 tempos de um único cilindro, geralmente o pedal de partida é pesado, daí a colocação de um descompressor na XL, acionado pelo próprio pedal de partida.

 

Apesar das seis marchas, não é necessário trocá-las constantemente, pois o motor é bastante elástico, com um excelente torque em baixa rotação. A moto responde bem até mesmo quando o motor está próximo da marcha lenta. Este torque é bastante linear, alcançando bem as rotações mais elevadas sem um "pico" de torque, como ocorre nas motos de motor 2 Tempos, quando o motor "dispara" e a roda dianteira vai para o ar, se a moto estiver engatada em primeira ou segunda marcha.


No asfalto os freios respondem bem (são a tambor, tipo enduro, ocupando apenas metade dos eixos traseiro e dianteiro) e a suspensão é firme e confortável. O desenho dos pneus permitm uma boa aderência no asfalto, considerando que são motos Trail, também apropriadas para o fora-de-estrada.

 

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS

 

DESEMPENHO E CONSUMO

 

Velocidade máxima (motocilista sentado): 128,0 km/h
Velocidade máxima (motocilista deitado): 132,0 km/h
Consumo em estrada e cidade: 30,0 km/l

 

MOTOR

 

Motor: Monicilíndrico, 4 tempos, refrigerado à ar, duplo comando no cabeçote, 4 válvulas.
Cilindro: em aço com camisa de aço inclinado para frente.
Cilindrada: total de 248cc3, pistão de 74mm de diâmetro com 57,8mm de curso.
Taxa de compressão: 9,3 : 1.
Carburador: Carburador de fluxo horizontal com 30mm de venturi.
Ignição: Sistema de ignição eletrônica, utiliza C.D.I. Fonte de carga da bateria provém do magneto. Sistema de partida primária do motor à pedal.
Lubrificação: Forçada por bomba tracoidal.
Filtro de ar: Espuma de poliuretano.

 

TRANSMISSÃO

 

Sistema de redução primária: Por engrenagem.
Relação de redução primária: 2,379.
Sistema de redução secundária: Por corrente.
Relação de redução secundária: 44/14 (3,143).
Embreagem: Banhada a óleo.
Tipo de caixa de marchas: Engrenamento constante, 6 marchas à frente.
Sistema de operação: Operação com pedal do lado esquerdo.

Relação de transmissão:
1ª (Primeira): 2,307
2ª (Segunda): 2,111
3ª (Terceira): 1,590
4ª (Quarta): 1,280
5ª (Quinta): 1,074
6ª (Sexta): 0,931 (over drive)

 

 

DIMENSÕES E PESOS

 

Comprimento total: 2.170mm
Largura total: 865mm
Altura total: 1.270mm
Distância entre eixos: 1.385mm
Vão livre mínimo: 280mm
Ângulo de inclinação: 28° 30'
Avanço: Não disponível
Peso: Líquido (seco) de 128kg.
Peso: Om ordem de marcha 140kg.
Raio de giro mínimo: Não disponível

 

Pneus
Dianteiro: 3.00 X 21 4 PR; pressão de 21 libras/Pol2.
Traseiro: 4,60 X 17 - 4 PR; pressão de 21/24 libras/Pol2.

 

Suspensão
Dianteira: Garfo telescópico (Ceriani)
Traseiro: Braço oscilante triangular

 

Amortecedores
Dianteiro: Óleo-pneumático com regulagem de pressão de ar (230mm de curso)
Traseiro: Pro-Link com único amortecedor, mola helicoidal com regulagem de pressão (190mm)

 

Ignição: Sistema elétrico de 12 volts com bateria, Ignição transistorizada tipo CDI.
Diagrama de válvulas:

  • Admissão: Abre a 5° apms, fecha a 30º dpmi
  • Escape: Abre a 35° apms, fecha a 5º dpms

Folga de válvulas:

  • Admissão: 0,05mm
  • Escape: 0,10mm

Marcha lenta: 1.200 rpm
Cores: Vermelha, Branca e Azul